Workshop em grupo de Constelações Familiares – abordagem velada

 

“ Quando encontramos o nosso lugar na nossa família, encontramos o nosso lugar no mundo. Nos  reconciliamos com o amor que cura e vivemos mais plenos.”


A Constelação Familiar é uma abordagem sistêmica fenomenológica, desenvolvida por Bert Hellinger, psicoterapeuta sistêmico, pedagogo, poeta, filósofo e autor de vários livros sobre o tema.

O trabalho com a Constelação Familiar Sistêmica traz à luz o que está oculto nos relacionamentos familiares e interpessoais.

Este método coloca em evidência a conexão profunda que temos com a nossa família, em uma ou mais gerações. E traz à tona os vínculos de amor e lealdade que nos unem inconscientemente  e que podem estar emaranhados em nossa existência, impedindo o livre fluir  de nossa vida. Trazer à consciência a percepção desses emaranhamentos pode nos libertar e assim, podemos enxergar com mais clareza o próximo passo que nos conduzirá de uma maneira mais leve na vida.

“Não obstante, o amor que emerge durante a Constelação Familiar é o mesmo amor que adoece e o que tem a sabedoria da solução, quando se torna consciente.”
Bert Hellinger

COMO FUNCIONA?

Numa constelação, quem constela tem a oportunidade de conhecer a “imagem interior” de sua família de origem ou da família atual. Para isso, são escolhidas dentro do grupo pessoas que representarão os familiares ou questões, as quais serão posicionadas umas em relação às outras no ambiente onde o trabalho acontece. Essa é uma abordagem empírica, ou seja, baseada na observação direta dos fenômenos que percebemos no cliente e nos representantes dessa constelação. Desta forma, é possível ver, sentir aquilo que estava oculto e desordenado, tanto em acontecimentos que ocorreram no passado, como em dinâmicas atuais.  Os movimentos que acontecem com o grupo de representantes da constelação manifestam e espelham a conexão com a alma do cliente que está assistindo. Através dos movimentos do grupo, a Alma se movimenta, e busca o caminho que leva em direção às imagens, representadas pelos movimentos do grupo, que restabeleçam o fluxo do amor, onde ele tenha deixado de fluir.

“Quando compreendemos onde estão as obstruções da família, o amor tem chance. ”
Bert Hellinger

O que pode ser trabalhado?

Como é um trabalho de pulsação da vida, do fluir, então tudo que está relacionado com a vida pode ser trabalhado, desde que traga um significado importante para você.

Alguns exemplos de temas que podem ser trabalhados :

  • Conflitos familiares
  • Conflitos entre casais
  • Dificuldade em relacionar-se de uma forma geral
  • Problemas de saúde, sintomas físicos e emocionais
  • Doenças graves na família
  • Problemas financeiros
  • Abortos
  • Adoção
  • Distúrbios alimentares

Neste workshop, a abordagem de trabalho com a Constelação Familiar Sistêmica é feita de forma velada. Os participantes/representantes da constelação não sabem qual é a questão do cliente que está sendo constelada e nem quem estão representando na constelação.

É necessário um grupo de pessoas dispostas a entrarem como representantes nas diversas constelações que acontecem ao longo de um dia de workshop. Nem todas as pessoas precisam constelar um tema, é possível participar do workshop apenas como representantes. Quando só participamos  como representantes em  um workshop de constelações familiares, não apenas aprendemos na prática ou observamos melhor as relações humanas. Nesta posição, estamos incluídos no campo e trabalhando, em algum nível, questões que não tínhamos nem ideia de que vivêssemos, até sermos movidos, no momento da constelação.  Denominamos  isso de “pegar carona”. Mesmo que você não constele, você também é beneficiado.

Facilitadora
D’gecila Oliveira da Silva
CRT 37993
Psicoterapeuta Corporal e Transpessoal Formação:
Psicoterapia Corporal Core Energetics (Institute of Core Energetics – New York, Jonh Pierrakos, MD); PNL-Programação Neurolingüística; Terapia de Integração Craniossacral (SP); Dinâmica Energética do Psiquismo- DEP  ( SP); DMP – Processo de Memória Profunda / Terapia Regressiva – Treinamento Woolger Brasil em Deep Memory Process; Massagem Ayurvédica; Massagem Tântrica; Tui-ná; Florais de Bach; Terapia Prânica; Mestre  Reiki Omrom/Cura Quântica; Psicoterapias sistêmicas/Familiares pelo Hellinger-Institute Landshut (Alemanha);   Guardiã do Círculo das Mulheres  (Instituto Renascer da Consciência – BH ); Frequências de Brilho  (Crystine Day/USA).

(85) 99945187 – 30817697
degeoliveira@yahoo.com.br

Na conexão com as bênçãos.
Namastê.

 

Próximo grupo de Constelação Familiar Sistêmica
Em São Paulo:
Dia 27 de maio de 2012
Horário: de 08:30h às 19h ( intervalo de 13:00 às 14:30 para o almoço)
Local: Casa Jaya – Rua Capote Valente, 305 – Pinheiros – São Paulo/SP
Valor para constelar um tema: 300 reais
Valor para participar/representar: 50 reais
É necessário inscrever-se com antecedência

Há a possibilidade de atendimentos individuais com a terapeuta Dege Oliveira nos dias 02, 03, 05 e 06 de março, consulte-nos para ver a disponibilidade de horários
Informações e inscrições com Bela – (11) 9338 4676 ou bela@escoladerenascimento.com.br

Esta entrada foi publicada em Agenda. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Workshop em grupo de Constelações Familiares – abordagem velada

  1. Amano Bela disse:

    Constelar é o termo que usamos para trabalhar uma questão perante o grupo. se você quiser trabalhar algum tema de sua vida, se tiver uma questão que queira clarificar, solucionar, como num atendimento individual, você será atendido pelo terapeuta e irá montar a cena em questão. só que no grupo, os participantes estarão ali disponíveis para representarem a sua questão, as pessoas e situações ligadas a isso. Esta terapeuta que irá conduzir o workshop, a Dege, trabalha com a abordagem velada, em que ninguém fica sabendo qual a questão que está sendo trabalhada ou que pessoas e situações estão representando naquele instante, somente o cliente e a terapeuta sabem. Você irá escolher que pessoas irão montar a cena e a partir dali a terapeuta irá conduzindo, pedindo às pessoas que se movimentem no espaço e coloquem o que forem sentindo, enquanto você observa.

    Entrar como participante, representando questões dos outros, também mexe bastante conosco. É bem frequente que nos vejamos representando situações que muitas vezes tocam lugares internos de nossa propria história, e assim, algo em nosso sistema familiar também acaba sendo acessado. Por isso dizemos que muitas vezes os participantes, estejam representando alguém dentro da constelação, ou apenas assistindo, acabam “pegando carona” na constelação do outro.

    Ao longo de uma dia, conforme varias pessoas vão trabalhando diferentes questões, uma de cada vez, os participantes vão também passando por diversas situações e representações, num movimento que costuma mexer bastante com nossas histórias de vida, nossos padrões. Mesmo que ninguém nos escolha para entrar como representante, estar ali assistindo às diversas situações, manifestações emocionais, costuma mexer conosco. Basta nos abrirmos para o campo das experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>